Consulte aqui seu Processo:

Insira seu usuário e senha para ter acesso ao software jurídico

Notícias

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,48 4,48
EURO 4,92 4,92
PESO (ARG) 0,07 0,07

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Câmara Nacional de Gestores de Precatórios se reúne no TJSP

Encontro ocorre de 22 a 24 de janeiro.         O Tribunal de Justiça de São Paulo sediou reunião da Câmara Nacional de Gestores de Precatórios (CNGP) nesta quarta-feira (22), com a presença de presidentes de tribunais, desembargadores e juízes responsáveis pela coordenação de precatórios em suas respectivas Cortes. Criada por determinação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a CNGP norteia e orienta a gestão do tema.         O evento, realizado no Palácio da Justiça, sede do Tribunal bandeirante, foi idealizado e presidido pelo coordenador da Diretoria de Execução de Precatórios (Depre) do TJSP, desembargador Wanderley José Federighi, e pelo coordenador adjunto do Depre, juiz substituto em 2º grau Fernão Borba Franco. Compuseram a mesa de trabalho, além do coordenador do Depre, o presidente da Câmara Nacional de Gestores de Precatórios, Bruno Lacerda Bezerra Fernandes; o presidente do Tribunal de Justiça de Rondônia, desembargador Paulo Kiyochi Mori; o vice-presidente do Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul, desembargador Carlos Eduardo Contar; o desembargador do Tribunal de Justiça do Paraná Luiz Osório Moraes Panza; e o secretário da Câmara Nacional de Gestores de Precatórios, André Santos.         Presente à abertura dos trabalhos, o presidente do TJSP, desembargador Geraldo Francisco Pinheiro Franco, ressaltou a importância do encontro para a melhoria da prestação jurisdicional nos processos de precatórios. “O jurisdicionado aguarda o pronunciamento dos nossos tribunais e, na hora de receber seus direitos, nem sempre ele pode ser creditado conforme a Corte determinou. Que possamos efetivamente chegar a conclusões sobre como fazer o melhor envolvendo a questão dos precatórios”, afirmou.         O desembargador Wanderley Federighi discorreu sobre a fase da execução da ordem judicial, isto é, o pagamento da dívida. “Oxalá possamos caminhar com maior rapidez na execução, pois este é nosso grande objetivo: fazer com que o credor do poder público seja satisfeito de forma mais rápida e possamos, de fato, fazer justiça”. Bruno Fernandes desejou a todos um encontro proveitoso e repleto de soluções para os problemas mais comuns da área. “Estamos todos procurando o melhor caminho para que os precatórios sejam pagos da forma mais rápida e segura possível”, disse.         No primeiro dia do encontro, foram promovidas as palestras “Lista por ente/entidade”, “Atualização dos créditos”, “Cálculo dos aportes” e “Plano de pagamentos”. Após cada palestra, foi aberto espaço para discussão do tema. No segundo dia, “Bloqueio/sequestro de verbas do ente devedor” e “Superpreferência”, além de discussão com os participantes da comissão elaboradora da Resolução CNJ 303, desembargador Luis Paulo Aliende Ribeiro (TJSP) e juiz Francisco Eduardo Fontenelle Batista (TJCE). O encerramento do encontro será na sexta-feira (24), a partir das 10 horas, no auditório da Escola Paulista da Magistratura, com o seminário “A nova regulamentação dos precatórios”.                  imprensatj@tjsp.jus.br           Siga o TJSP nas redes sociais:          www.facebook.com/tjspoficial         www.twitter.com/tjspoficial         www.youtube.com/tjspoficial         www.flickr.com/tjsp_oficial         www.instagram.com/tjspoficial
22/01/2020 (00:00)
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.