Consulte aqui seu Processo:

Insira seu usuário e senha para ter acesso ao software jurídico

Notícias

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,43 5,43
EURO 6,61 6,61
PESO (ARG) 0,06 0,06

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Civis e militares são agraciados no CMSE

Entre eles, dois desembargadores do TJSP.   Com todos os protocolos de prevenção à propagação da Covid-19, na manhã de hoje (24), o Comando Militar do Sudeste (CMSE) homenageou civis e militares com a outorga das medalhas do Pacificador, do Exército Brasileiro, Marechal Trompowsky e com a Ordem do Mérito Militar, no salão de honra do Quartel-General Integrado, em São Paulo. Após as honras militares, a apresentação da Canção do Exército – que em razão das medidas preventivas foi entoada somente pelos integrantes da Banda – e a saudação à Bandeira Nacional, o comandante do CMSE, general de exército Eduardo Antonio Fernandes, impossibilitado de comparecer à cerimônia, saudou os presentes com mensagem de voz. A solenidade, conduzida pelo comandante da 2ª Região Militar, general de pisão João Chalella Júnior, teve como representantes do Poder Judiciário paulista os desembargadores Geraldo Francisco Pinheiro Franco, que preside o Tribunal de Justiça de São Paulo, e Artur Marques da Silva Filho, que preside a 35ª Câmara de Direito Privado. Somente o general Chalella fez uso da palavra para explanar a motivação das honrarias oferecidas. Ao ser indagado sobre a importância do ato, o presidente Pinheiro Franco exprimiu sua gratidão em poucas palavras: “O alto espírito público de nossas Forças Armadas, garantia da ordem, garantia dos Poderes constituídos e da unidade nacional nos amparam e dão segurança ao País. Motivo de orgulho é a sintonia do Poder Judiciário Paulista com o Comando do Sudeste. Que Deus abençoe o Exército Brasileiro, o Judiciário em todas as suas esferas e os cidadãos que habitam este Estado e este País; estamos aqui para servi-los.” Participaram da cerimônia o ex-presidente do Tribunal de Justiça Militar de São Paulo, coronel PM Antonio Augusto Neves e o chefe da Assessoria Policial Militar do TJSP, coronel PM Sidney Mendes de Souza.     Ao todo, foram agraciadas as seguintes personalidades:   - Presidente do TJSP, desembargador Geraldo Francisco Pinheiro Franco (Medalha do Pacificador); - Tribunal Regional Federal da 3ª Região Militar, desembargador Otávio Peixoto Júnior (Medalha do Exército Brasileiro); - Tribunal Regional Federal da 3ª Região, desembargador Nery da Costa Júnior (Ordem do Mérito Militar, no Grau Comendador); - Polícia Federal em São Paulo, superintendente regional Lindinalvo Alexandrino de Almeida Filho (Medalha Exército Brasileiro); - Unesp, reitor da Universidade Estadual Paulista, Sandro Roberto Valentini (Medalha Exército Brasileiro); - TJSP, desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo, Artur Marques da Silva Filho (Ordem do Mérito Militar no Grau Cavaleiro); - CMSE, subchefe do Estado-Maior do Comando Militar do Sudeste (Medalha Marechal Trompowsky); - CMSE, capitão Celso Figueiredo Alvaíde (Leitura da Alusão do Dia QAO); - Presidência dos Correios, Celso Nunes da Silva Filho (Medalha Exército Brasileiro); - Columbus Internacional Ltda. Odilon Lobo de Andrade Neto (Medalha Exército Brasileiro); - Ikesaki Cosmésticos, presidente Hirofumi Ikesaki (Medalha do Pacificador);             Medalha do Pacificador – instituída pelo presidente da República, por meio do Decreto n° 4.207/02, é concedida pelo comandante do Exército aos: I - militares do Exército que, em tempo de paz, no exercício de suas funções ou no cumprimento de missões de caráter militar, tenham se distinguido por suas atitudes, dedicação, abnegação e capacidade profissional; II - militares do Exército que tenham contribuído para elevar o prestígio do Exército brasileiro junto às Forças Armadas de nações amigas, bem como para desenvolver, com elas, vínculos de amizade e cooperação; III - militares da Marinha, da Aeronáutica e aos membros de Forças Auxiliares que, pelos serviços prestados, se tenham tornado credores de homenagem especial do Exército; IV - militares e civis estrangeiros que tenham prestado assinalados serviços ao Exército ou contribuído para a consolidação e o desenvolvimento das relações e dos vínculos de amizade entre os Exércitos de seus países e o do Brasil; V - cidadãos nacionais que hajam prestado relevantes serviços ao Exército; e VI - organizações militares e instituições civis, nacionais ou estrangeiras, que se tenham tornado credoras de homenagem especial do Exército.   Mais fotos no Flickr.   imprensatj@tjsp.jus.br Siga o TJSP nas redes sociais:  www.facebook.com/tjspoficial www.twitter.com/tjspoficial www.youtube.com/tjspoficial www.flickr.com/tjsp_oficial www.instagram.com/tjspoficial
24/11/2020 (00:00)
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.