Consulte aqui seu Processo:

Insira seu usuário e senha para ter acesso ao software jurídico

Notícias

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,17 4,17
EURO 4,59 4,59
PESO (ARG) 0,07 0,07

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Negado habeas corpus a acusados de extorsão em ocupações irregulares

Decisão é da 14ª Câmara Criminal.           A 14ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo negou hoje (22) pedido de habeas corpus a dois acusados de extorsão, esbulho possessório e associação criminosa. Eles são acusados, juntamente com outros réus, de extorquir moradores de ocupações irregulares no Centro de Capital, entre elas o edifício Wilton Paes de Almeida, no Largo do Paissandu, que desabou em maio de 2018.         O desembargador Laerte Marrone, relator do caso, afirmou que a denúncia descreve como ocorreram as extorsões e que estão presentes os requisitos da prisão preventiva para garantir a manutenção da ordem pública. De acordo com o magistrado, há indicação de que houve violência e grave ameaça contra vítimas, “pessoas simples, que se encontram em situação de extrema vulnerabilidade”.         Segundo o voto, depoimentos dão conta de que a organização prossegue com suas atividades. “Nesse estágio e à luz do que existe nos autos, entendo que existem dados para a manutenção da prisão preventiva para garantir a ordem pública.”         Também participaram do julgamento os desembargadores Marco de Lorenzi e Miguel Marques e Silva. A votação foi unânime.           Habeas Corpus nº 2146639-89.2019.8.26.0000                   imprensatj@tjsp.jus.br
22/08/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.