Consulte aqui seu Processo:

Insira seu usuário e senha para ter acesso ao software jurídico

Notícias

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,04 4,04
EURO 4,48 4,49
PESO (ARG) 0,07 0,07

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Senado aprova anistia de débitos de multas da GFIP

O Senado publicou na última quarta-feira, 10, decreto que prevê a anistia de débitos às multas da GFIP. O PLC 96/2018 do deputado Laércio Oliveira foi aprovado na CAS e pelo Plenário. Agora, o texto segue para a Câmara dos Deputados. O projeto dispõe sobre a extinção de débitos tributários relativos ao descumprimento da obrigação de entrega da GFIP, Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social. A Guia deve ser entregue todo mês e oferece informações de remunerações dos segurados da Previdência Social. O atraso pode acarretar multas que podem ser aplicadas dentro de cinco anos pela Receita Federal. De acordo com o autor do projeto, a RFB autua empresas por deixar de entregar as GFIPs relativas às competências do período entre janeiro de 2009 a dezembro de 2013. Na visão do parlamentar, as multas podem inviabilizar a continuidade da atividade empresarial nos casos de cobrança relativa aos cinco anos em que a obrigação tributária não fora cumprida. O relator da proposta na CAS, Paulo Paim, apresentou texto substitutivo a matéria, estabelecendo que as infrações por atraso devem ser anuladas, exclusivamente, nos casos em que a GFIP foi apresentada com informações e sem fato gerador de recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. O texto ainda especifica que as regras não se implicam à restituições ou compensações de quantias que já foram pagas. O CAS teve requerimento de urgência aprovado para levar a matéria diretamente para o Plenário. O senador Izalci Lucas, que leu parecer substitutivo deu voto favorável à matéria. “Tem pequenos escritórios fechando em função dessas dívidas. Não há anistia de impostos, apenas das multas. Porque era pró-labore, que não tem fundo de garantia. São pequenos pró-labores que foram lançados, muitas vezes dá R$ 50. Foi recolhido, mas não foi informado e aí vem uma multa maior do que o imposto. Essa anistia tem um impacto pequeno, é mínimo, mas que representa a sobrevivência para essas empresas”, finalizou.. Confira o texto na íntegra: “O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art 1º Ficam anistiadas as infrações e anuladas as multas por atraso na entrega da Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e Informações à Previdêcia Social (GFIP), previstas no art. 32-A da Lei 8.212, de 24 de julho de 1991, e na Lei 8.036, de 11 de maio de 1990, constituído ou não o crédito, inscrito ou não em dívida ativa, referente a fatos geradores ocorridos até a data da publicação desta Lei. Parágrafo único. O disposto no caput deste artigo: I - aplica-se exclusivamente aos casos en que tenha sido apresentada a GFIP com informações e sem fato gerador de recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Servilo (FGTS) ; e II - não implica restituição ou compensação de quantias pagas. Art 2º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.”
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.