Consulte aqui seu Processo:

Insira seu usuário e senha para ter acesso ao software jurídico

Notícias

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,74 3,74
EURO 4,20 4,20
PESO (ARG) 0,09 0,09

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

TJSP prestigia conferência sobre ordem econômica e financeira Constitucional

Ministro Alexandre de Moraes proferiu palestra.     O Tribunal de Justiça de São Paulo participou da conferência “Evolução na Ordem Econômica e Financeira Constitucional”, proferida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, na manhã desta sexta-feira (12), no Campus Vergueiro da Universidade Nove de Julho (Uninove). Representando o presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Manoel de Queiroz Pereira Calças, esteve presente a juíza substituta em 2º grau Claudia Lucia Fonseca Fanucchi.     O ministro discorreu, dentre outros assuntos, sobre alterações feitas na Constituição Federal, propriedade privada, livre comércio, direitos do consumidor e descentralização de poder. “Sou um federalista, acredito que um dos grandes erros do Brasil é a centralização de poder, que acarreta inoperância, incompetência e corrupção e diminui a transparência e a fiscalização. Basta olhar para trás e verificar a história”, afirmou. “O brasileiro vem se conscientizando que o Estado não pode fazer tudo por ele, temos que fazer a nossa parte enquanto inpíduos, isso é o mais importante.”     Ao término da fala, o ministro concluiu ressaltando que “a Constituição não evita crises, desempregos, homicídios, insegurança pública nem problemas na saúde ou na educação. No entanto, uma boa interpretação pode permitir a concessão de instrumentos importantes às autoridades públicas para solucionar problemas e crises que eventualmente surjam. Nossa Constituição trouxe formas que permitem interpretações evolutivas, de acordo com as mudanças da própria sociedade, e isso é um ponto extremamente positivo”.     Além do ministro Alexandre de Moraes, participaram da mesa de trabalho o reitor da Uninove, professor Eduardo Storopoli; a pró-reitora Acadêmica, professora Maria Cristina Barbosa Storopoli; e o diretor do Programa de Mestrado em Direito da universidade, professor doutor André Lemos Jorge.     Também estiveram presentes o vice-presidente e corregedor do TRE-SP, desembargador Waldir Sebastião de Nuevo Campos Júnior; o ex-presidente do TRE-SP, desembargador Mário Devienne Ferraz; os desembargadores Luiz Edmundo Marrey Uint, Silmar Fernandes e Luiz Guilherme da Costa Wagner Junior; o conselheiro do CNJ Henrique Ávila; os juízes Maurício Fiorito (TJSP), Renata Mota Maciel Madeira Dezem (TJSP), Marcelo Vieira de Campos (TRE) e Marcus Elidius Michelli de Almeida (TRE); além de outros magistrados, advogados, servidores e alunos.            imprensatj@tjsp.jus.br
14/04/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.